Pesquisar neste blog

Carregando...

domingo, 11 de novembro de 2007

Reflexão: Evangelho do dia 11 de novembro (Lucas 20,27-38)

A Ressurreição da Carne

        Neste domingo, o tema principal é a Ressurreição da carne. Preste atenção na oração do Credo, da nossa Igreja Católica, e veja que nós afirmamos que acreditamos nessa ressurreição e, muitos de nós nem entendemos o que isso significa. Como você pode dizer que acredita em algo se você não tem idéia do que isso significa? Vamos refletir sobre esse assunto hoje... Espero que, ao final, você entenda e possa dizer, com propriedade, que acredita na ressurreição.

        O que acontece após a morte sempre foi um grande mistério na história da humanidade. Os antigos filósofos gregos, por exemplo, acreditavam que após a morte, o espírito voltava, só que em um animal. Os budistas orientais acreditam que, após a morte, o espírito volta para o corpo de outra pessoa que acabou de nascer. Isso se chama reencarnação e é um conceito que é acreditado por outras religiões, inclusive o espiritismo, muito presente no nosso país. Alguns filmes de Hollywood e até algumas novelas brasileiras contam estórias seguindo essas idéias... Outras pessoas, ainda, acreditam que após a morte não existe mais nada.

        É importante saber pelo menos esse básico, para entender as diferenças da grande novidade que Jesus veio trazer, sobre o que acontece após a morte.

        Ressurreição é o retorno da nossa alma ao corpo glorioso que Deus nos dará no último dia. Assim diz o Catecismo da Igreja Católica, resumidamente: na morte, nossa alma se separa do nosso corpo, e vai para junto de Deus. Enquanto nossa carne cai na corrupção, ou seja, ela se decompõe. No último dia, Deus nos dará um "corpo glorioso", que está fora do nosso entendimento, e que não irá mais se decompor. Então a nossa alma se unirá a esse corpo glorioso para sempre. Essa é a Ressurreição da carne, que nós rezamos na oração do Credo, todos os domingos, na missa.

        Acontece que, na época de Jesus, existia uma classe de judeus que acreditava e seguia o Antigo Testamento da Bíblia (que era o único que existia naquela época), mas não acreditava na Ressurreição da carne. Eles eram os saduceus. Esses homens queriam colocar uma situação APARENTEMENTE sem solução para Jesus explicar, baseado na Ressurreição. Uma mulher casou com um homem que tinha 6 irmãos. O marido morreu sem deixar filhos, então a lei de Moisés dizia que o próximo irmão deveria casar com ela para preservar a descendência para o seu irmão. E assim, os sete se casaram com ela e não deixaram filho, e por último, morreu a mulher. Qual dos sete irmãos ficará com essa mulher, após a ressurreição?

        Jesus nos diz algo que só quem tem pleno conhecimento da grande obra de Deus poderia saber: após a ressurreição, ninguém mais vai precisar se casar, pois todos serão como anjos de Deus. Todos nós faremos parte do corpo glorioso de Deus, o qual está fora do nosso entendimento. É por isso que, no sacramento do casamento, que celebramos aqui neste mundo, dizemos: "...até que a morte nos separe". Após a ressurreição dos mortos, todos nós estaremos novamente unidos, então não precisará mais de casamento.

        Para concluir, Jesus diz que o nosso Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos, pois todos nós vivemos para Ele. Isso significa que, mesmo após nossa morte, existe uma vida, e uma vida que será muito melhor do que essa que estamos agora. Por isso, não precisamos temer... afinal, Jesus não mente.

 

Jailson Ferreira

jailsonfisio@hotmail.com



Conheça o Windows Live Spaces, o site de relacionamentos do Messenger! Crie já o seu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário