Pesquisar neste blog

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Para quem não se acha digno de Jesus (Mc 1,40-45) (17/01/08)

Para quem não se acha digno de Jesus

        Hoje, de tantos pontos interessantes desta passagem do Evangelho de São Marcos, eu gostaria de me deter a um ponto que quase passa imperceptível. Está nos dois primeiros versículos: "Um leproso chegou perto de Jesus, e de joelhos pediu: 'Se queres, tens o poder de curar-me.' Jesus, cheio de compaixão, estendeu a mão, tocou nele, e disse: 'Eu quero! Fica curado!'"

        Quis falar somente sobre este assunto porque é algo que pode salvar muitas pessoas hoje!

        No tempo de Jesus, os judeus seguiam normas rígidas, que proibiam os leprosos de viverem nas cidades. Se um leproso tivesse que entrar na cidade, deveria vir avisando de longe, gritando, para que as pessoas abrissem caminho e nem chegassem perto, para não se contaminarem. Caso não pudessem gritar, já que a lepra também podia atacar a língua e os músculos da fala, o leproso tinha que bater numa espécie de frigideira para avisar aos outros que ele estava chegando. Existiam colônias de leprosos, afastadas das cidades, nas quais esses indivíduos passavam a morar. Seus parentes levavam comida e roupas para eles, mas não ficavam lá, porque quem os tocasse, ficaria "contaminado" com as suas impurezas.

        Naquele tempo, chamavam de lepra qualquer problema de pele, como manchas, descamações e degenerações de pele, pois não tinham meios para diferenciar as diversas doenças possíveis, dentre elas, a que conhecemos hoje como hanseníase.

        Para aquele leproso, se aproximar de Jesus não deve ter sido fácil. Ele era marginalizado da sociedade. Os olhares que as pessoas dirigiam a ele eram como flechas, acusando e julgando que aquela doença era um castigo de Deus aos seus pecados, ou aos de seus pais. Para muitos, viver assim é pior que morrer... Pior que viver sozinho, é viver sob o preconceito e o desprezo de todos.

        Mas aí vem a boa notícia: Jesus veio para libertar a todos. Antes se dizia: "Quem tocar algo ou alguém impuro, também ficará impuro." Mas com Jesus acontece diferente: Ele toca o leproso, e o leproso fica curado. O PURO toca o impuro, e este se purifica.

        Então, meu irmão, se você se acha indigno de receber a graça que você tanto precisa, faça como o leproso de hoje. A situação dele era pior que a sua. Aproxime-se de Jesus, ajoelhe-se diante dEle, e peça humildemente aquilo que você precisa. E tenha certeza que Jesus estará pensando e curando suas feridas.

 

Jailson Ferreira

jailsonfisio@hotmail.com



5 comentários:

  1. Que reflexão linda! Hoje me preparo para falar deste evangelho para um grupo de teatro da minha comunidade, jovens e crianças, graças a essa meditação eu creio que Deus vai agir em cada um, para que assim eles façam a diferença neste mundo. Obrigado, a paz do senhor.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom que Deus continue te dando graça eu fui edificado com essa palavra

    ResponderExcluir