Pesquisar neste blog

Carregando...

domingo, 20 de janeiro de 2008

João Batista: 'Eis o Filho de Deus.' (Jo 1,29-34) (20/01/08)

João Batista: "Eis o Filho de Deus!"

        O Evangelho de hoje é mais uma vez dedicado ao que João Batista tem a dizer sobre Jesus. E não é pouco o que ele tem a dizer, vejamos cada assertiva...

        "Eis o cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo." O cordeiro era o animal utilizado nos tempos da Antiga Aliança para ser oferecido em sacrifício a Deus, para que os pecados fossem perdoados. Era assim: o chefe de cada casa levava um cordeiro para o altar da igreja, matava, e oferecia o sacrifício desse animal em troca do perdão de Deus. É claro que para a nossa visão de hoje isso é ultrapassado, e nós até podemos pensar: "Mas que idéia! Eles acreditavam que matando um cordeiro, obtinham de Deus o perdão dos pecados!" Pois ainda hoje esse costume existe entre os judeus. Entre os cristãos esse costume não existe mais, porque Jesus já foi esse cordeiro, que foi sacrificado para que Deus perdoasse os nossos pecados. Por isso João já tinha anunciado que Jesus era o cordeiro, como se já soubesse do sacrifício que Jesus iria passar para a remissão dos nossos pecados.

        Em seguida João diz que Jesus já existia antes dele e que por isso, passou a sua frente. Só que João havia nascido 6 meses antes de Jesus. Inclusive, Maria (mãe de Jesus) acompanhou os 3 últimos meses da gravidez de Isabel (mãe de João Batista), quando já estava grávida de Jesus. Só que Jesus já existia antes, porque Jesus estava junto de Deus Pai e do Espírito Santo desde o princípio, na criação do mundo. E passou à frente de João porque, apesar da grande importância de João Batista, Jesus era muito mais importante que ele, bem como a sua mensagem.

        E João conclui dizendo que aquele que o tinha enviado para batizar com água, já lhe avisara que viria uma pessoa sobre a qual o Espírito Santo desceria sobre ele e repousaria. E este seria o Filho de Deus, que batizaria com o Espírito Santo. E assim foi o Batismo de Jesus, que acompanhamos no domingo passado. Portanto, a missão de João Batista havia se cumprido, pois ele preparou os corações para a chegada de Jesus. A partir de então, o seu discurso mudou: ele passou a dar testemunho do que viu durante o batismo de Jesus, e passou a apontar para Jesus e dizer: "É ELE! Eis o FILHO DE DEUS!"

        O que nos resta a fazer? Seguir Jesus, seus ensinamentos e seu próprio exemplo de vida, amando-nos uns aos outros, assim como Ele nos amou. João Batista não fazia auto-promoção, mas usava de sua autoridade e do respeito que as pessoas tinham por ele para apontar para Jesus. Assim devemos ser nós, formadores de opinião. Não somos os donos da verdade. A Verdade, O Caminho e A Vida é Jesus. Nós não somos donos dEle. Mas devemos entendê-lo e apresentá-lo a todas as pessoas que precisam de apoio. Que tenhamos a humildade de João Batista, e saibamos sair de cena para deixar Jesus aparecer.

 

Jailson Ferreira

jailsonfisio@hotmail.com



Um comentário:

  1. essa reflexao e muito boa por que eu estava pesquisando sobre joao batista e achei parabens as ou a pessoa que escreveu esse texto obrigada espero que outras pessoas gosten desse saite

    ResponderExcluir