Pesquisar neste blog

Carregando...

sábado, 22 de março de 2008

Celebração da Vigília Pascal - A Vigília das Vigílias (Mt 28,1-10) (22/03/08)

CELEBRAÇÃO DA VIGÍLIA PASCAL - A VIGÍLIA DAS VIGÍLIAS

Queridos irmãos, queridas irmãs: durante os 40 dias da quaresma viemos nos preparando para a noite de hoje. Se imaginássemos o Ano Litúrgico como uma grande montanha, a celebração de hoje estaria no ponto mais alto: é a grande noite de Cristo! Por isso não deve ser encarada como uma noite qualquer, mas como a noite das noites, a noite da VIGÍLIA PASCAL, a mãe de todas as vigílias.

Não estamos mais celebrando o Sábado Santo, ele já ficou para trás e com ele o silêncio que fizemos desde a Sexta-feira santa até há pouco, silêncio este provocado pelo morte do Rei e que significava a espera pela Ressurreição Gloriosa de Jesus. Pois eu vos digo, irmãos e irmãs, a partir de agora, não há mais espaço para esse silêncio. Estamos para celebrar a passagem da tristeza para a alegria, do pecado para a graça, da morte para a vida. É preciso que, como Maria Madalena, irrompamos com brados de alegria e professemos com palavras e com a nossa vida a Ressurreição do Cristo, obra da onipotência do Pai.

Esta belíssima e solene celebração vem dotada de 4 importantíssimas partes:

1a Parte: CELEBRAÇÃO DA LUZ: na qual acolheremos o Cristo Ressuscitado como luz para a nossa vida  - como aquele que vai à nossa frente, indicando-nos o seu caminho, o caminho que precisamos seguir para sermos verdadeiramente felizes.

2a Parte: LITURGIA DA PALAVRA: na qual acolheremos o Cristo como Palavra, como Verbo do Pai, analisando a Revelação e comprovando o gesto de amor do Pai que doa seu único Filho para salvar todos os homens e mulheres, revendo toda a história da Salvação.

3a Parte: LITURGIA BATISMAL: na qual acolheremos o Ressuscitado como Vida nova, como restaurador da amizade entre Deus e o homem, ferida pelo pecado.

4a Parte: LITURGIA EUCARÍSTICA: na qual acolheremos o Cristo como alimento em nossa jornada muitas vezes pesada e escura neste mundo. Com sua ressurreição ele inaugura um novo modo de presença entre seu povo: a Eucaristia.

Participemos da celebração de hoje e aproveitemos todo o rico simbolismo que a Igreja nos oferece como auxílio para entendermos melhor nossa fé e vivermos melhor nossa missão de seguidores do Cristo VIVO e GLORIOSO, tal qual o futuro de todo aquele que perseverar até o fim!


Boa Celebração a todos!

 
Humberto Selau Inácio
humberto@ciser.com.br 


Nenhum comentário:

Postar um comentário