Pesquisar neste blog

domingo, 10 de maio de 2009

Não amemos apenas com palavras (Jo 15,1-8) (10/05/09)

No dia das mães o filho diz: "Mãe, eu te amo muito!" No dia seguinte, aquele mesmo filho diz ou mostra em atitudes, que ele não ama sua mãe. Com atitudes de desrespeito ou mesmo de vergonha de sua mãe analfabeta diante das pessoas.

O marido ou a esposa diz um ao outro: "Te amo! Te quiero mucho! I Love you!" Duas horas depois, ele ou mesmo ela está olhando para outro ou para outra com olhar de desejo, ou mesmo traindo àquela pessoa que lhe foi consagrada como companheiro(a) até que a morte os separe, um dia, no altar, pelo ministro de Deus.

"Meus filhinhos, não amemos com palavras nem com a língua, mas por atos e em verdade."

Neste evangelho, Jesus também nos fala sobre a nossa consciência, que é o sensor da vontade de Deus em nós.

"Nisto é que conheceremos se somos da verdade, e tranquilizaremos a nossa consciência diante de Deus..." "...Caríssimos, se a nossa consciência nada nos censura, temos confiança diante de Deus,"

É por isso, caros irmãos, que vou relatar aqui uma experiência que tive na sala de aula:

Ontem, em uma classe da quarta série, quando eu fazia uma pequena palestra de Ensino Religioso, um menino de uns nove anos, que se identificou como evangélico, após perguntar qual era a minha religião, bombardeou-me com perguntas e afirmações criticando o catolicismo. Isso ocorreu porque eu afirmei que Jesus era Deus por causa de seus milagres. Ele então pediu a palavra e cheio de energia, liderança e coragem, disse que Jesus não era Deus, mas sim, o Filho de Deus. E repetia. Em seguida ele disse: "vocês adoram bonecos" (se referindo às imagens). Tentei responder mais ele continuava. Perguntou-me se eu rezava para os santos ou se orava para Deus. Com muita dificuldade, eu comecei a responder. Porque ele continuava inquieto querendo falar mais. Eu disse: "Agora é a minha vez. Eu ouvi você. Se você não me ouve como vou responder sua perguntas?" Aí ele parou um pouco com aquela inquietação que não era uma agitação própria de indisciplina. Admirei a liderança e a inteligência daquele moleque. Eu disse em resposta: Como eu disse no meu primeiro dia com vocês, eu não venho aqui para divulgar ou defender a minha religião. Nem tampouco venho para falar mal de nenhuma outra religião. E em respeito às outras religiões, eu vou sempre cumprir o que prometi a vocês, de não falar de nenhum santo. Eu concordo com você de que não está muito certo as pessoas ficarem rezando diante de uma imagem. Você nunca me verá fazendo isso. Pode me seguir. Agora quanto o que você disse que Jesus não é Deus, está faltando estudo. Por que Jesus provou que era o próprio Deus através dos seus milagres.  

Na próxima oportunidade vou fazer questão de conversar com esse garoto, quero conhecê-lo e explicar para ele que, muito embora eu concorde com ele a respeito da adoração de imagens, eu sigo a religião católica, que é a única que foi fundada pelo próprio Deus na pessoa de Jesus Cristo. Sendo que as demais, foram fundadas por homens.

Caros irmãos em Cristo: Na minha humilde opinião, eu considero que a nossa Igreja precisa urgentemente rever duas coisas:

1ª- Essa adoração de imagens por parte de alguns fiéis, o que nos torna alvo de severas críticas por parte dos nossos irmãos evangélicos (apesar das suas lavagens cerebrais);

2ª-Tornar o celibato dos padres uma coisa não obrigatória. Assim, o padre que quiser ser celibatário, o será. O padre que não suportar as pressões do seu organismo, não precisa largar a batina, porque estará livre para construir uma família, e continuar servindo a Deus. Dessa forma teremos muito mais padres, e excelentes padres.

 

Sal

sal.salvideo@gmail.com

www.reflexaoliturgiadiaria.blogspot.com



7 comentários:

  1. Gildeana Monteiro11 de maio de 2010 16:28

    querido não considere essa pergunta como crítica!
    mas onde você m prova q DEUS foi quem criou a religião católica e as demais foram por homens!
    pra começar DEUS não escolhe religião!
    e a verdadeira igreja são todos aqueles que o adoram em espirito e em verdade,cumprindo os mandamentos deixados por ele,por mais q sejamos falhos o SENHOR estara sempre disposto a nos perdoar então eu discordo plenamente do q vc citou anteriormente,mas eu creio q DEUS vai abrir seus olhos espirituais para q possa entender melhor!abraço q DEUS lhe abençoe grandemente!

    ResponderExcluir
  2. camarada...naum estou me lembrando, me corrija se eu estiver errado, dessa leitura no livro de João 15, 1-8...

    ResponderExcluir
  3. Querido, Sou evangélica e concordo com tudo o que você escreveu.

    ResponderExcluir
  4. Eu sou católica,e concordo plenamente com suas palavras.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Que paetico, vc se contradiz dizendo que nao vai falar mal de nenhuma religiao, mas coloca a sua acima das outras e coiumo sendo a unica fundamentada pelo proprio Deus, ou seja, vc estah desmerecendo as outras, mas isso nem vem ao caso pq todas sao invencoes dos homens, grandes alegorias para tentar conformar e controlar os homens...

    ResponderExcluir
  6. Filho me desculpe te dizer isso, mas você que elaborou este texto é catolico de beira de esquina! pois não tem nenhum conhecimento do catolicismo! pois se fosse realmente catolico saberia que nós veneramos os santo (imagens), mas só adoramos a DEUS!!!

    E quanto ao celibato dos padres é questão de escolha pois se realmente quiserem servir a DEUS não precisam de esposa pois quem tem verdadeiramente a palavra não precisa de mais nada. e outra coisa quem quer realmente servir a DEUS como sarcedotes não quer se contaminar com o pecado carnal!

    quanto ao ponto que você sita (O padre que não suportar as pressões do seu organismo), suponho que você está se referindo ao desejo carnal, no meu ponto de vista dá pra passar toda a vida sem sexo, basta se manter virme no senhor! no entanto sei que ocorre muitos casos de pedofilia envolvendo não só padres comos pastores, e isso é culpa da SOCIEDADE! pois "o homem nasce bom e a sociedade o corrompe."

    ResponderExcluir
  7. "E este é o testemunho: Deus nos deu a vida eterna, e essa vida está em seu Filho. Quem tem o Filho, tem a vida;
    quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida. Escrevi-lhes estas coisas, a vocês que crêem no nome do Filho de
    Deus, para que vocês saibam que têm a vida eterna" 1João 5.11-13....não escreva bobagens!!

    ResponderExcluir