Pesquisar neste blog

Carregando...

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

À espera do mestre (Lc 12,35-38) (20/10/09)

                A espera pela volta do Mestre. A menção do Reino, do ladrão e do tesouro, Lucas está falando sobre a vinda do Filho do Homem no fim do mundo (parusia) e no Juízo. O desafio de estar sempre pronto para a volta do Mestre é fundamental a prova da fé. Jesus enfatiza de várias maneiras que o tempo da volta será uma surpresa. São feitas comparações com a volta um senhor depois das núpcias, quando a vinda certa, mas não o momento da chegada, e a vinda de um ladrão, quando nem mesmo a vinda é certa.

        Essas parábolas foram adaptadas à situação da Igreja primitiva, que sentia a demora da vinda, em espe­cial as instruções sobre os chefes da comunidade. Mas parábolas autênticas de Jesus está ­na raiz do discurso; por exemplo, nenhum discípulo teria criado a comparação do Filho do Home com um ladrão.

        O traje de trabalho lembra os preparativos para o Êxodo. O povo hebreu devia estar pre­parado para sair às pressas logo que viesse o chama­mento do Senhor. Os discípulos de Jesus devem estar preparados para "lhe abrir logo que ele chegar­".

        Prezados irmãos. Nós também devemos estar preparados e em estado de alerta, para abrir a porta quando o Senhor bater. Preparado significa estar em estado de Graça. Em alerta, é estar em sintonia dom Deus 24 horas. 

        A incerteza da hora da volta de Jesus é justamente para que procuremos sempre estar em estado de alerta. Por outro lado, não seria uma boa idéia a certeza do dia e da hora. Pois entraríamos em pânico tão grande, que morreríamos bem antes.

        Que Jesus nos ajude a repudiar o pecado e conseguir naquele momento mágico, da separação da nossa alma com o nosso corpo, estar a espera do Senhor. Amém.

 

Sal

Conheça meu Blog

http://reflexaoliturgiadiaria.blogspot.com/



Nenhum comentário:

Postar um comentário