Pesquisar neste blog

Carregando...

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Sereis odiados por causa do meu nome (Mt 10,17-22) (26/12/09)

         Jesus Cristo está avisando os discípulos sobre os perigos de serem cristãos, os perigos de quem O segue.

        Mas como isso? Alguém poderia dizer. O cristão não é aquele que prega o amor de Jesus, e que só tem amigos?

        Está enganado. O cristão é aquele que prega o amor de Jesus mais também é aquele que combate, e denuncia as injustiças, e por isso poderá ser retaliado. E como poderemos cumprir a nossa missão de construir um mundo novo, um mundo melhor, se não enfrentamos aqueles que pensam o contrário, que fazem tudo errado.  Não podemos cruzar os braços diante das coisas erradas. 

        Uma vez em uma festa ouvi uma senhora dizer para a amiga: Ela vive enfiada na Igreja e outro dia estava brigando com a vizinha. Como pode?   Fiquei sabendo que a tal vizinha morava num andar acima dela e quebrava tudo, fazia barulho dia e noite em cima da sua cabeça, deixava portão e porta abertos e até entrou ladrão no prédio.  Nesse caso não se trata necessariamente de brigar, mas sim reclamar os seus direitos, trata-se de dar "uma dura" em quem vive prejudicando os outros.

        Não é porque você é cristão ou cristã, que você vai deixar que as pessoas cometam injustiças com você ou com as demais pessoas em sua volta. Precisamos denunciar, sim, reclamar os nossos direitos, e apontar os abusos daqueles que estão transformando a nossa vida num inferno.  

        O próprio Jesus nos deu o exemplo. Ele não deixava os fariseus continuar com as suas injustiças. Jesus apontava os seus delitos em público, chegando até a virar as mesas dos cambistas na frente do Templo.

        Ser cristão não é ser "bonzinho" e amigo de todos. Ser cristão é amar uns aos outros como Jesus nos amou corrigindo os erros e denunciando as injustiças. O pai e a mãe não  podem deixar os filhos soltos, livres sem nenhuma correção. Sempre digo aos meus alunos, que os pais deles às vezes são enérgicos com eles, porque os amam. Porque não querem que eles cresçam fazendo coisas erradas, para não sofrerem as conseqüências. 

        Mas acontece que ninguém assume seus erros, as pessoas que nos incomodam não gostam de serem denunciadas. Não gostam que reclamemos dos seus abusos. E é aí que moram os conflitos e os desentendimentos que podem nos levar a conseqüências muito desagradáveis.

        Sendo assim, o cristão ou a cristã podem sofrer retaliações sérias, e até mesmo serem processados, por aquilo que falar, e serem levados ao tribunal.  

        Mas não nos apavoremos com isso porque Jesus nos garantiu que  Quando fordes presos, não vos preocupeis nem pela maneira com que haveis de falar, nem pelo que haveis de dizer: naquele momento ser-vos-á inspirado o que haveis de dizer.
Porque não sereis vós que falareis, mas é o Espírito de vosso Pai que falará em vós.

 

Sal

VISITE  TAMBÉM OS MEUS  BLOGS  

http://reflexaoliturgiadiaria.blogspot.com/



Nenhum comentário:

Postar um comentário